Royal Enfield Brasil anuncia pilotas do programa BUILD TRAIN RACE

Quatro motociclistas customizarão a INTERCEPTOR 650 Mark III para participar das corridas de Flat Track


26 de Maio, 2021: A Royal Enfield Brasil anunciou as quatro motociclistas selecionadas para o programa BUILD TRAIN RACE (BTR). As pilotas participaram de um processo seletivo iniciado em agosto de 2020, em que muitas mulheres se inscreveram e enviaram vídeos contando sua trajetória no motociclismo e mostrando suas habilidades como pilotas e customizadoras.


Com a definição das participantes, as próximas etapas do programa consistem em

receber e customizar a motocicleta INTERCEPTOR 650 Twin, treinos em pista de terra e, por fim, competir nas corridas oficiais de Flat Track no Brasil, divididas em duas etapas. Entre junho e julho, as motociclistas iniciarão a customização e, logo após, começarão o treinamento para participarem da primeira corrida, prevista para outubro.


“A Royal Enfield criou esse projeto para demonstrar como nossas motocicletas são ideais para customização e diversão”, disse Claudio Giusti, Diretor Executivo da Royal Enfield Brasil.

“Além disso, traz o público feminino para o universo das motocicletas de corridas. Com isso, aumenta a visibilidade da Royal Enfield e de nossa plataforma Twins em todo o país.", complementa.

O programa foi inicialmente lançado nos Estados Unidos e recebeu muitos elogios da

mídia e dos clientes. Durante o programa, a Royal Enfield North America convidou a brasileira Bruna Wladyka como pilota substituta de uma participante que não pôde comparecer ao primeiro treino. Isso forneceu a Bruna Wladyka uma visão valiosa do programa na esperança de trazer o BTR para o Brasil. Infelizmente, por causa do COVID-19, a sessão de treinamento inicial foi adiada e Bruna não pôde pilotar. Ela agora, aos lado das 3 selecionadas, vai levantar muita poeira nas pistas brasileiras.

(Bruna Wladyka _ Foto Matheus Triaquim @1742mm)


Confira abaixo o perfil das participantes brasileiras do BUILD TRAIN RACE:


Edna Prado (São José dos Campos – SP): Administradora de uma loja de peças para

motos, Edna além de motociclista há anos é pilota de motocross e velocross, já tendo

participado do Campeonato de Velocross do BMS. Desde 2020 está envolvida com o Flat Track, participando de categorias de motos antigas e este ano na FT411. Customizará a motocicleta na oficina familiar, com o auxílio do marido, pai e do irmão. Além de incentivar sua filha Julia, de 10 anos, a já entrar nesse universo duas rodas.

(Edna Prado _ Foto Guilherme Veloso @outraperspectiva)


Geane Santana (Brasília – DF): Trabalha na área de tecnologia e, em paralelo, customiza

objetos e acessórios artisticamente, com sua marca