"Women For The Ride": Triumph BR anuncia programa para mulheres

Press-release


Coordenado por um Comitê Feminino, o novo projeto "Women For The Ride" está apoiado em três pilares básicos: "Produto", "Social" e "Experiências e Treinamentos”.

Com o programa "Women for the Ride" a Triumph lança uma iniciativa inédita no Brasil para se aproximar do público feminino, incluindo motociclistas, garupas e apaixonadas por motos. A ideia nasceu a partir de conversas informais entre as colaboradoras da empresa, que identificaram um crescimento acelerado de mulheres interessadas no motociclismo. Com o empoderamento feminino em mente, elas propuseram um projeto dedicado a este público e tocado exclusivamente pelas colaboradoras da montadora. A Triumph aceitou o desafio e a ideia virou um projeto ambicioso e pioneiro, denominado “Women For The Ride”, definido pelas colaboradoras. De fato, os números mostram um avanço incrível na quantidade de mulheres motociclistas no País. Segundo dados oficiais do Denatran, o número de mulheres portadoras de CNH da categoria A (para motociclistas) subiu de 4 milhões em 2011 para mais de 7,5 milhões em 2019, o que representa uma elevação de 89%. Além dessas milhões de motociclistas femininas, há muitas mulheres que são garupas e também são apaixonadas pelo mundo das duas rodas – elas também integram o público-alvo da Triumph com essa ação.

“O empoderamento feminino é uma pauta crescente e necessária em vários segmentos. Com o motociclismo não seria diferente. Somos milhões de mulheres motociclistas no Brasil e, aqui na Triumph, percebemos a necessidade de falar diretamente com elas. Foi, então, criado um Comitê Feminino dentro da empresa para dar força e reunir diferentes experiências vividas no motociclismo”,

afirma a motociclista Luana Michelucci, que trabalha no Marketing da Triumph e integra o recém criado Comitê Feminino. O Comitê Feminino definiu três pilares fundamentais para o sucesso do projeto: “Produto”, “Social” e “Experiências e Treinamentos”. A partir dessa base, e após consultas a outras fontes femininas, começaram a ser desenhadas as primeiras iniciativas direcionadas ao público e também foi definido o lema principal do projeto: "Despidos de matéria somos todos iguais”, que faz alusão à personagem Catrina, com origem na cultura mexicana, representada pelo esqueleto de uma mulher.


Experiências e Treinamentos

A partir daí, o Comitê Feminino ganhou mais uma integrante: Evelyn Lima, responsável pelo marketing do Triumph Riding Experience (TRX), o braço de experiências da marca no Brasil.

“O projeto veio de encontro a uma necessidade que tínhamos identificado aqui dentro do TRX e que já tínhamos recebido como solicitação. As mulheres buscavam uma oportunidade de se divertirem com a motocicleta junto de um público basicamente feminino”, diz ela.

Por isso, dentro do pilar “Experiências e Treinamentos”, o projeto “Women for the Ride”, em conjunto com o TRX, está programando passeios e cursos exclusivos para o universo feminino. “Para outubro, já temos programadas turmas exclusivas para mulheres dos cursos de pilotagem “On-Road 1” e “On-Road 2”, complementa Evelyn.


As inscrições serão abertas nos próximos dias. O programa desses cursos atende todos os níveis de conhecimento de pilotagem e tem por objetivo dar segurança às motociclistas para utilizarem suas motos com segurança no dia a dia. Além disso, também serão realizados treinamentos especiais (cursos e workshops) com motocicletas Triumph e a participação de mecânicas mulheres.


Produtos


No pilar “Produto”, o time feminino sugeriu a criação de uma moto personalizada para simbolizar a criação do programa. Assim, foi escolhido o artista Samuel Lenzi (especialista em “lettering”), que já desenvolveu trabalhos para a Triumph, para personalizar a clássica Street Twin, modelo que, segundo a marca, é campeã de venda do seu segmento.


Durante os meses de agosto e setembro de 2020, as mulheres que comprarem uma Street Twin vão ganhar a customização da moto com o logo “Women For The Ride” (a personalização será feita com adesivo para facilitar uma futura venda da moto). O time do Comitê Feminino também ganhou um “uniforme”, que inclui camiseta, jaqueta de pilotagem Andorra e botton, todos com o logo “Women For The Ride”. “Um dos próximos passos será engajar e envolver as representantes da marca em nossas Concessionárias, para criar um fluxo de comunicação de mulher para mulher, da equipe Triumph para as motociclistas. Há um grande número de mulheres ansiosas por fazer parte do projeto, elas estão cheias de idéias”, aponta Sara Sobral, que trabalha no departamento de Pós-Vendas da empresa e é outra integrante do Comitê Feminino.