#DiariodeHabilitação parte 2: chegou a hora do exame psicotécnico

Por Ana Lara


A saga da primeira habilitação continua e tenho algumas novidades para contar! Já peço desculpas pelo tamanho do texto porque ele está propositalmente detalhado.


Como a ideia é ajudar quem está nesse momento da vida, peguei todo o passo a passo para vocês se preparem e evitarem surpresas que possam atrapalhar seu exame.


Bora lá:


Tive meu teste de saúde e psicológico agendados, mas como nada está sendo de primeira nesse momento por causa da pandemia, fui até a clínica no dia agendado e a mesma estava fechada, apenas com um sulfite na frente avisando o motivo.


Por incrível que pareça, mesmo essa clínica estando bem longe da minha casa, foi bom. Vou explicar porquê.


Depois de alguns dias a secretária deles entrou em contato para remarcar e ela foi tão solícita e tão educada que me deu muita segurança logo de cara. Antes não sabia o que esperar e estava com muito medo do teste psicotécnico, mas depois de ter a conversa com a secretária tive a sensação de ser um ambiente com profissionais legais. E eram mesmo.


Fui para o exame de saúde. Confesso que não estava nervosa até porque esse teste costuma ser bem tranquilo. Fui muito bem tratada e ainda sai com um elogio de que poderia dirigir um caminhão por causa da minha força rsrs.



Exame de Saúde | Como foi:


Fui atendida por uma mulher. Primeiro ela fez algumas perguntas pessoais: como minha idade, histórico de doenças, se fumo ou bebo, sobre drogas, se já fiz alguma cirurgia ou se uso remédio controlado.


Depois ela aferiu meu peso e altura em uma máquina. Foi bem rapidinho.


Então chegou a vez do exame de vista, e bem, eu nunca usei óculos e sempre tive a visão muito boa, mas nessa hora fiquei pensando “e se?”

É um nervosismo sem motivo, né?! Mas faz parte!

Com o rosto em um equipamento, havia uma fileira de letras que eu deveria citar. Isso com um olho de cada vez. Depois era uma fileira de letras para os dois olhos. Depois disso o equipamento soltou um flash de luz bem forte e mais algumas letras para citar. Por último, uma sequência de cores para teste de daltonismo. Deu certo, nenhum óculos foi necessário por enquanto.


Na última parte do teste ela aferiu minha pressão, pediu para fazer um “quatro” com a perna, mexer os pés e apertar bem forte e rápido um equipamento que lembrou uma alavanca e foi daí que veio o elogio da força rs.


(Parênteses aqui porque depois de conversar com algumas pessoas, descobri que esse meu teste foi bem completo e que nem sempre é assim. Às vezes pode ser somente de vista mesmo, vai depender muito da clínica).


Durou mais ou menos uns 40 minutos entre eu esperar um pouquinho e terminar o processo. No dia seguinte era o momento mais aguardado e eu estava com medo real.


Tive uma vantagem aqui, porque cheguei bem cedo e pude ouvir a entrevista do homem que era do horário antes do meu. Não sou boba, então fiquei prestando atenção e vendo como iria responder.


Entrevista Psicotécnico | Como foi:


Primeiro ela me perguntou o básico como nome, idade, local de nascimento, estado civil e escolaridade. Tive muitas perguntas sobre trabalho, minha relação familiar e namoro.


Daí começaram aquelas que a gente fica com medo de responder errado:


Por que você quer dirigir? Quais são suas qualidades? Quais são seus defeitos? O que as pessoas admiram em você? O que as pessoas criticam em você? O que você poderia melhorar? Quais seus planos para o futuro? Qual sua reação com imprudência no trânsito? Qual sua opinião sobre as leis de trânsito atuais? O que você gostaria de mudar no trânsito e qual seus desejos para um trânsito melhor?

A psicóloga foi muito acolhedora, mas bastante insistente em tirar toda informação de você. Tive a impressão de que ela não gostava de respostas curtas.


Logo após a entrevista tem o teste propriamente dito. Aquele que checa nossa memória, atenção concentrada e raciocínio lógico.


Teste Psicotécnico | Como foi:


Primeiro é uma série de exercícios de atenção, onde você precisa circular elementos iguais aos apresentados numa sequência cheia de formas que podem nos enganar. Por isso, todo cuidado e atenção. Ume exemplo é esse aqui:



O próximo foi um caderno com questões de raciocínio lógico, bem chatinho, mas tranquilo também. Tive questões mais ou menos como a da imagem abaixo:




Logo depois foi uma imagem onde tínhamos alguns segundos para decorar a cena e escrevermos o que lembrássemos dela.


Não vou por imagem aqui para atrapalhar e confundir a memória de vocês, tá? Mas, na minha opinião, foi a parte "mais de boa" do teste.










Por último, e o mais difícil pra mim, o teste dos famosos risquinhos.

Nesse teste, você precisa ir fazendo risquinhos verticais da melhor forma que conseguir, com o mesmo tamanho e espaçamento, e quando a psico der um sinal você precisa fazer um risquinho deitado. Não é complicado, só é cansativo.


A pior parte pra mim foi a hora que ela pediu para contar os risquinhos até chegar no risquinho deitado, porque o homem que estava fazendo o teste comigo decidiu contar em voz alta! Eu precisei me concentrar mil vezes mais para fazer uma tarefa simples, já que ficava ouvindo os números dele. Mas deu tudo certo!

Todo o processo durou mais ou menos umas 3 horas e meia.


Minhas dicas pra quem está se preparando:


Vão até soar clichês, mas é importante que: durmam bem, bebam água, não tomem nada alcoólico nem um dia antes, tentem ir ao banheiro antes e comam bem porque demora. Um plus seria levar um remedinho de dor de cabeça, porque eu saí de lá com a minha meio pesada.

Outra dica legal: baixem o app

1ª Habilitação do Detran!


É bem simples e funcional, você não vai precisar logar nos sites e vai ter o passo a passo bem certinho e atualizado para acompanhar!










Se tiverem alguma dúvida, podem perguntar nos comentários que posso ajudar ou recorrer a Amably, nossa psico do grupo, para explicar mais!


Agora estou terminando as aulas teóricas e logo mais volto para contar um pouquinho de como foi também!

E boa sorte para quem irá passar por isso! Você vai conseguir!

Para entrar em contato com a Ana Lara deixe uma mensagem aqui, ou escreva pra gente via @ElasPilotam ou no contato@elaspilotam.com . Você também vai encontrar a Ana pelo seu perfil no Instagram: @a.nalara